sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Tempus fugit


Vamos dar uma volta no tempo,
Voltar no passado, voltar para os momentos felizes das fotografias...

Voltar a ser criança, voltar a ver o seu sorriso,
Sorriso que nunca mais será o mesmo, pertencente apenas ali...

Os dias vão passando e vamos deixando para trás pessoas e rosas,
Pétalas tão belas que deixamos pelo caminho...

De todas as coisas que posso perder, sem uma não da pra viver,
Sem minha alma de criança o mundo não tem esperança...

Que saudades, saudades daquelas tardes intermináveis,
Daquelas noites iluminadas pelo seu sorriso,
Saudades daqueles tempos, de você como era, saudades de mim...

O tempo escorre pelos meus dedos,
E às vezes esqueço quem sou, o que me trouxe até aqui,
A pressa deixa distante belos momentos que vivi...

Mas o que pode ser mais importante do que esses momentos;
Não vamos deixar que mais nada nos atrapalhe,
Vamos tirar mais fotos e encher os álbuns de alegria...

Não quero chorar aquilo que não vivi,
Mas chorar a saudade do que vivi, chorar o amor que senti;
Quero tornar todos que se foram eternos, e tudo ao meu redor sempre belo.

16 comentários:

  1. Moisés, que bela reflexão.
    De fato a gente às vezes esquece que cada momento é único, e tragados pela correria cotidiana, e muitas vezes até por sentimentos meio que mesquinhos, vamos deixando pra trás valores, sensações, ou como vc bem disse, "petalas". É sempre bom que olhemos um pouco pra dentro de nós, não em busca do passado perdido, mas em busca dos grandes achados que fizemos no passado. Assim como você, eu prefiro chorar de saudade, como não saber o sabor da lágrima.

    Muito boa tua mensagem...

    Abração

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Palavras Emocionantes.
    Simplesmente Amei!
    Parabéns!
    Saudades de passar por aqui e te ver lá no Ideias tb.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Que bonito ^^

    Gostei disso: "Sem minha alma de criança o mundo não tem esperança..."

    [...]

    ResponderExcluir
  4. ótima reflexão, rapaz.
    sucesso com o blog.

    ResponderExcluir
  5. essa saudade de tudo que já vivemos é a prova de que o passado valeu a pena
    e é muito bom relembrar!
    particularmente, é uma coisa que faço com frequência
    é uma das formas que encontro pra amenizar o peso do fardo que a realidade trouxe [...]

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. O tempo passado não pode ser revivido literalmente mas ao mesmo tempo está vivo em nossa memória, as vezes com mais força quando o assunto são memórias ruins, dias tristes e cinzas e outras memórias quase apagadas como fotos envelhecidas e gastas. Precisamos dessas últimas para lembrar que ainda há um sol depois da chuva, que depois da noite amanhece e assim ainda haverá esperança.

    ResponderExcluir
  7. Oi Moisés,
    Parece que o tempo passa cada vez mais rápido e tendemos a não aproveitar de fato o presente. Sentir saudade é algo saudável, só quando li sobre sentir saudade de si mesmo ... parece diferente, não é mesmo? Como se algo em nós avisasse que mudamos errado. É sempre bom parar pra refletir sobre o rumo que damos às nossas vidas (antes que seja tarde demais).

    ResponderExcluir
  8. Mudou minha vidaa'
    muito lindo é uma ótima reflexão do que vivemos...

    de:http://jessikinhatmo98.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Obrigado a todos!
    Otimas contribuiçoes deixaram com seus comentário, valeu!...

    So deixa eu pautar rapidamente uma coisa que a Michele disse, sobre saudades de si mesmo. No meu poema, digo "saudades de mim"; cada um é livre para interpretar como quiser, mas o q eu quis dizer, é basicamente que a cada ano somos diferentes, com o passar do tempo vamos nos transformando, crescendo, e cada vez é única, cada momento vivido é impar!

    Como costuma dizer o Rubem Alves, "a saudade da infancia é a saudade da criança dentro de mim".
    Nunca mais seremos como um dia fomos, e tudo a cada dia vai passando. Portanto, cabe a nós viver intensamente os momentos, e apenas sentir saudades de "nós mesmos" ao olhar para trás! rs...

    Espero ter contribuido!
    te+ um grande abraço a todos

    ResponderExcluir
  10. rogervivo@hotmail.com6 de outubro de 2010 08:38

    Em que vc acredita, só por curiosidade?abraços!

    ResponderExcluir
  11. Roger, nao o entendi!?...
    Seja mais claro.

    O que quer dizer com "em que eu acredito"? Crer está ligado a qualquer coisa...

    Repito, seja mais claro, ok?
    Obrigado

    ResponderExcluir
  12. Nossa Lindo esse texto...quenso eu for para o céu e eu espore ir para o Céu,quero viver assim dessa forma e quando chegar a minha hora de partir quero que um caminho de petalas de Rosas me guiem ate o Céu! e lá estrei esperando por Todos que me são Queridos.
    Beijosss!!!!

    ResponderExcluir
  13. Interessante sua reflexão, porque na maioria dos poemas os autores manifestam saudade por uma outra pessoa. Aqui, no caso, entendi que o narrador sente saudade dele mesmo e de tudo aquilo que ele foi e vivenciou. Muito legal!

    http://www.shitnessbook.blogspot.com
    http://www.centralunicadosblogueiros.blogspot.com (filie-se)

    ResponderExcluir
  14. putz, q emocionante! legal seu blog
    http://pedeprasair.com/

    ResponderExcluir
  15. belíssimo e cheio de lirismo, amei, um beijo, quando puder visite-me

    ResponderExcluir
  16. Nunca sabemos o quão importante pode ser cada momento,e do quanto sentiremos falta de não tê-lo aproveitado ao máximo,por isso é bem comum querermos retomar o passado em alguns momentos,relembrar as coisas que nos fizeram felizes.

    Amei a msg.

    ResponderExcluir